CORITIBA FOOT BALL CLUB

Skyscraper Fim do Boleto
Elenco - Rodrigão

08/11/2014 20:40:00 ( atualizada em 09/11/2014 14:19:58 )

“Trabalho infantil não é legal”

“Trabalho infantil não é legal”
Seu Nome:
Seu Email:
Mensagem:
Marque a opção abaixo

Coritiba lança campanha do Ministério Público do Trabalho no Paraná durante a partida de hoje (08)

No jogo de sábado (08), no Couto Pereira, o Coritiba lançou a campanha “Trabalho Infantil não é legal”, do Ministério Público do Trabalho. Antes do jogo e no intervalo da partida, faixas foram exibidas e camisetas distribuídas para a torcida com o objetivo de conscientizar as pessoas contra o trabalho infantil. Além disso, o locutor do estádio divulgou informações sobre a causa. O Coxa foi o primeiro clube do Paraná a participar da campanha.

A campanha foi criada pela Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente do Ministério Público do Trabalho (Coordinfância) e está sendo lançada neste final de semana em diversos jogos da série A do Brasileirão. Ela tem o aval da Confederação Brasileira de Futebol(CBF).

Sobre o Trabalho Infantil

No Brasil, o trabalho não é permitido, sob qualquer condição, para crianças e adolescentes entre zero e 13 anos. A partir dos 14 anos pode-se trabalhar como aprendiz e, dos 16 aos 18, as atividades laborais são permitidas, desde que não aconteçam das 22h às 5h, não sejam insalubres ou perigosas e não façam parte da Lista das Piores Formas de Trabalho Infantil (TIP). As atividades listadas por ela são proibidas para qualquer jovem menor de 18 anos, e por isso são alvo de combate por parte do MPT.

Como denunciar

As denúncias relatando casos de trabalho infantil podem ser feitas pela internet, no site do MPT-PR, pessoalmente na sede do MPT-PR, em Curitiba, ou em uma das Procuradorias do Trabalho nos Municípios (PTMs).